Notícias

Bradesco e BB lançam Veloe e entram no mercado de pedágio eletrônico

por Notícias às 09:46 de 10/05/2018 em Mercado de Cartões

FOLHA DE S.PAULO ONLINE/SÃO PAULO

A Alelo, marca de cartões de benefícios controlada por Bradesco e Banco do Brasil, lançou nesta quarta-feira (9) a Veloe, empresa de pagamentos para mobilidade urbana.

O serviço, que competirá com marcas como Sem Parar e ConectCar, estará disponível em rodovias, estacionamentos e shoppings centers.

Foram investidos R$ 110 milhões na iniciativa. A companhia tem planos de injetar mais R$ 290 milhões na nova marca até 2020.

Raul Moreira, presidente da Alelo, diz que o serviço será totalmente digital e trará novas funcionalidades para o mercado, como a possibilidade de familiares dividirem a mesma conta para uso em pedágios em mais de um veículo.

Isso será possível porque o serviço da Veloe será baseado na abertura de contas virtuais para seus clientes, gerenciadas via smartphone. Essas contas podem estar vinculadas a várias tags (adesivos que são colocados nos veículos para autorizar o pagamento).

Moreira diz que o novo serviço deverá se beneficiar de sinergias com os bancos sócios da iniciativa, que poderão ajudar nas vendas do produto e aumentar sua atratividade, por exemplo, a partir da integração da Veloe com o Livelo, programa de fidelidade também mantido pelos dois bancos.

O executivo afirma que a visão de futuro da companhia é inserir o serviço da Veloe em todas as situações que incluam um serviço de mobilidade e um pagamento eletrônico.

A empresa oferecerá planos que variam de R$ 4,90 a R$ 19,90 ao mês. Haverá opções que incluem o uso do serviço apenas dentro da cidade e outras para pagamentos em estradas.

Inicialmente, ela estará disponível para clientes convidados de São Paulo e Rio de Janeiro. A companhia diz ter fechado 24 acordos com concessionárias até o momento.

Demais interessados poderão contratar o serviço a partir de julho.

A meta da companhia é chegar a 1,5 milhão de clientes até 2020. Atualmente, cerca de 4 milhões de tags para pagamento em mobilidade estão no mercado e fazem 57% dos pagamentos de pedágio.

Moreira, da Alelo, diz que a entrada da companhia no setor deverá expandi-lo.

Pedágio eletrônico

Veloe

Sócios: Lançada pela Alelo, empresa que tem como acionistas Bradesco e Banco do Brasil

Planos: A partir de julho, oferecerá opções que vão de R$ 4,90 a R$ 19,90 por mês

Sem Parar

Sócios: Da empresa STP, que foi vendida pela CCR para a americana DBTrans por R$ 4 bilhões em 2016

Planos Tem plano pré-pago gratuito para uso em rodovias estaduais de SP e planos mais completos que vão até R$ 21,74. Não cobra adesão

Conectcar

Sócios: Empresa formada em 2015 pela Ultrapar e pela Odebrecht. Em 2015, o Itaú comprou as ações da companhia que pertenciam a segunda

Planos: Cobra mensalidade de R$ 19,90 ao mês em seu plano completo e a compra do adesivo sai por R$ 35; clientes Itaucard têm desconto

Move Mais

Sócios: Empresa criada pelo grupo Dux, controlador da concessionária SP Mar

Planos: Cobra R$ 1,50 sobre o valor do pedágio em cada transação, no caso do pagamento via crédito, com custo de R$ 39,90 de adesão; possui opções pré-pagas